Manual Microestrutura e Nanotecnologia Produtos farmacêuticos Química

Processo de obtenção de nanocompósito à base de óxido de grafeno e nanopartículas de sílica, nanocompósito assim obtido e seus usos

Novo nanocarreador biocompatível e de entrega efetiva de fármacos

Nanopartículas de sílica possuem propriedades interessantes no que se refere à sua aplicação como nanocarreadores de fármacos, visto que sua estrutura esférica serve como compartimento para encapsulamento, porém podem ter efeitos hemolíticos elevados, portanto baixa biocompatibilidade. Para reduzir estes efeitos, necessita que seja adicionada em nanomateriais biocompatíveis de modo a possibilitar sua aplicação intravenosa. Já o óxido de grafeno é um potencial candidato para aplicação e/ou interação com sistemas biológicos devido à sua alta biocompatibilidade e baixa toxicidade quando funcionalizado com moléculas-chave.

O novo nanocompósito é a combinação de duas nanoestruturas (óxido de grafeno e nanopartícula de sílica) e um fármaco hidrofóbico que promove redução do teor de hemólise e redução de interação com proteínas do sangue, consequentemente um aumento no tempo de circulação sanguínea e a entrega do fármaco no alvo biológico. Dentre as aplicações, destaca-se o uso na preparação de medicamentos para tratamentos antitumorais, antimicrobianos, anti-inflamatórios, antissépticos e anti malária.

PRINCIPAIS BENEFÍCIOS E CARACTERÍSTICAS DA INVENÇÃO:

Redução de hemólise e interação com proteínas do sangue
Aumento no tempo de circulação sanguínea
Entrega efetiva do fármaco em células alvo

INVENTORES:

OSWALDO LUIZ ALVES
OSWALDO LUIZ ALVES

• Químico – UNICAMP
• Doutor em Química – UNICAMP
• Pós Doc – LASIR-CNRS, França
Atualmente é Professor Titular do Departamento de Química Inorgânica do Instituto de Química da UNICAMP (Brasil) e fundador/coordenador científico do Laboratório de Química do Estado Sólido (LQES)
LEANDRO CARNEIRO FONSECA
UNICAMP
MACIEL MENEZES DE ARAÚJO
UNICAMP
ANA CAROLINA MAZARIN DE MORAES
UNICAMP
DIEGO STÉFANI TEODORO MARTINEZ
CNPEM
FACULDADE/INSTITUTO:
Instituto de Química – IQ (UNICAMP)
PARCEIRO:
Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais – CNPEM

STATUS DA PATENTE:

Pedido de patente de invenção depositado junto ao INPI.
Código interno: 1124_HIDROFOBICOS

MAIS INFORMAÇÕES:

parcerias@inova.unicamp.br

(19) 3521.2607 / 5207

ESPAÇO PARA TEXTO EM INGLÊS

COMPARTILHE:

TECNOLOGIAS RELACIONADAS: