PROCESSO DE OBTENÇÃO DE PARTÍCULAS ADSORVENTES, PARTÍCULAS ADSORVENTES E SEU USO

Partículas adsorventes formadas por componentes naturais removem contaminantes em efluentes aquosos

Os metais tóxicos e nobres são empregados em muitas atividades industriais e a sua remoção nas formas solúveis em efluentes promove uma minimização do impacto ambiental, devido à possibilidade de geração de danos a tecidos vivos e o desenvolvimento de inúmeras doenças e problemas fisiológicos. Além disso, a possibilidade de recuperação de metais, notadamente os metais nobres, desperta um grande interesse econômico devido ao alto valor comercial dessas substâncias. Usualmente, utiliza-se carvão ativado para a remoção e a recuperação desses contaminantes, porém, o alto custo desse material o torna proibitivo em processos de remoção e recuperação de metais em larga escala e estimula o desenvolvimento de adsorventes alternativos.

Partículas adsorventes foram desenvolvidas com componentes naturais para aplicação ambiental e são capazes de remover contaminantes presentes em efluentes aquosos, devido à sua afinidade por metais tóxicos e, particularmente, metais nobres.

PRINCIPAIS BENEFÍCIOS E CARACTERÍSTICAS DA INVENÇÃO:

Propriedades de biocompatibilidade, não imunogenicidade, baixo custo, biodegradabilidade e viscosificação
Recuperação de metais nobres e geração de ganho econômico
Remoção de metais tóxicos e nobres em efluentes com a redução do impacto ambiental

INVENTORES:

Melissa Gurgel Adeodato Vieira
MELISSA GURGEL ADEODATO VIEIRA

. Engenharia Química – Universidade Federal do Ceará
. Mestrado em Engenharia Química – Universidade Estadual de Campinas
. Doutorado em Engenharia Química – Universidade Estadual de Campinas
. Pós – Doc – Universität Stuttgart
. Pós – Doc – Universidade Estadual de Campinas
Atualmente é Professora Doutora no Departamento de Desenvolvimento de Processos e Produtos (DDPP) na Faculdade de Engenharia Química (FEQ) da Universidade Estadual de Campinas
THIAGO LOPES DA SILVA
UNICAMP
MEURIS GURGEL CARLOS DA SILVA
UNICAMP
MARCELINO LUIZ GIMENES
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ – UEM
FACULDADE / INSTITUTO
Faculdade de Engenharia de Química – FEQ / UNICAMP

STATUS DA PATENTE:

Pedido de patente de invenção depositado junto ao INPI.
Código interno: 1247_SERICINA RET

MAIS INFORMAÇÕES:

parcerias@inova.unicamp.br

(19) 3521.2607 / 5013

ESPAÇO PARA TEXTO EM INGLÊS

Pressure-sensitive adhesives are already widely used because they offer ease of use because their application is direct and from a slight pressure that can be done with the fingers, for example. The food industry, looking to follow the market trend, is looking for edible adhesive solutions to add value to its products, but the high cost of development is still an obstacle.

COMPARTILHE:

TECNOLOGIAS RELACIONADAS: