Biotecnologia Engenharia química Manual Química Química orgânica fina
1423_SINCICIAL-capa

COMPOSTOS IMUNOMODULADORES E/OU SEUS SAIS FARMACEUTICAMENTE ACEITÁVEIS, COMPOSIÇÃO FARMACÊUTICA COMPREENDENDO COMPOSTOS IMUNOMODULADORES E USO DE COMPOSTOS IMUNOMODULADORES NA PREPARAÇÃO DE UMA COMPOSIÇÃO FARMACÊUTICA PARA TRATAMENTO DE DOENÇAS VIRAIS

Nova composição para tratamento de doenças virais respiratórias reduz pelo menos 80% da carga viral

Infecções virais são responsáveis por epidemias emergentes que afetam a população mundial. Infecções virais das vias aéreas superiores (IVAS), otite média aguda viral, rinossinusite são exemplos de doenças virais que acometem as vias respiratórias. Além destas, as doenças respiratórias inflamatórias, que podem estar relacionadas também a infecções virais, tais como exacerbação da asma, bronquite, bronquiolite e pneumonia. A faixa etária com maior prevalência de mortalidade nas doenças respiratórias inflamatórias são crianças de 0-12 anos, sendo uma importante parte acometida por doenças respiratórias agudas do trato inferior (bronquiolite) e asma. A conduta atual com crianças que são internadas consiste em dar basicamente suporte clínico para tratamento de sintomas, como por exemplo, a oxigenoterapia e fisioterapia respiratória.

Desenvolvido por pesquisadores da Unicamp, uma nova composição farmacêutica compreendendo compostos imunomoduladores e o seu uso na preparação de uma composição farmacêutica para tratamento de doenças virais respiratórias. Em testes realizados em in vitro e in vivo, a eficiência para tratamento de infecções virais foi notável, desencadeando resposta anti-viral e anti-inflamatória e com redução da carga viral de pelo menos 80%. As concentrações dos compostos imunomoduladores utilizados in vitro foram determinadas de forma que não resultasse em citotoxicidade e, assim, permanecendo seu efeito protetor contra o vírus. Diferentemente de outras pesquisas, a nova composição pode ser utilizada para o tratamento das doenças e não como prevenção.

PRINCIPAIS BENEFÍCIOS E CARACTERÍSTICAS DA INVENÇÃO:

Uso para tratamento das doenças e não como prevenção
Sem indução de citotoxicidade
Redução de pelo menos 80% da carga viral

INVENTORES:

Marco Aurelio Ramirez Vinolo
Marco Aurélio Ramirez Vinolo

• Farmácia e Bioquímica – USP
• Doutorado em Fisiologia – USP
• Pós-Doutorado em Fisiologia – USP
Atualmente é Professor na UNICAMP.
Ana Paula Duarte De Souza
PUCRS
Krist Helen Antunes
PUCRS
FACULDADE/INSTITUTO:
Instituto de Biologia – IB / UNICAMP
PARCEIROS:
PUCRS – Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

STATUS DA PATENTE:

Pedido de patente de invenção depositado junto ao INPI.
Código interno: 1423_SINCICIAL

MAIS INFORMAÇÕES:

parcerias@inova.unicamp.br

(19) 3521.2607 / 5207

ESPAÇO PARA TEXTO EM INGLÊS

COMPARTILHE:

TECNOLOGIAS RELACIONADAS: