Biotecnologia Química

Processo de síntese de compostos inibidores de glutaminase e compostos inibidores de glutaminase assim obtidos

PRINCIPAIS BENEFÍCIOS E CARACTERÍSTICAS DA INVENÇÃO

breast-cancer

Aplicação no tratamento de câncer,
principalmente câncer de mama

cancer

Diminuição de células tumorais

workflow

Possui rápida preparação envolvendo
somente três etapas

Invento possibilita uma nova forma de tratamento do câncer, principalmente, o de mama

A função da enzima glutaminase (GLS1) é converter a glutamina em glutamato, e assim, auxiliar as células a funcionarem de maneira correta. Em caso de câncer, essa glutamina passa a ser consumida incessantemente para que as células tumorais mantenham seu ritmo de duplicação. Na busca por uma maneira de impedir essa ação, pesquisadores da Unicamp desenvolveram compostos que atuam como inibidores de glutaminase e o processo de síntese destes compostos.

 

A partir desses compostos, é possível vislumbrar uma possibilidade de tratamento contra o câncer, mais especificamente, o de mama. A presença do gene GLS1 (assim como a enzima de mesmo nome) é acentuada em algumas linhagens tumorais e, desta forma, pode servir como ponto de ação para os inibidores. Vale ressaltar que, até o momento, não existe nenhum inibidor do tipo em comercialização.

INVENTORES:

Julio Cezar Pastre

• Bacharelado e Licenciatura em Química pela Universidade Federal de Viçosa – UFV ( 2003)
• Mestrado em Química Orgânica (2005) pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)
• Doutorado em Ciências (2009) pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)
• Professor Doutor do Instituto de Química da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)

Daniel Fabio Kawano
Instituto de Química/UNICAMP

Mariana Celestina Frojuello C. B. Damião
Instituto de Química/UNICAMP

Sandra Martha Gomes Dias
CNPEM

Marjorie Christine Paule Bruder
CNPEM

Renna Karoline Eloi Costa
CNPEM

Matheus Pinto Pinheiro
CNPEM

FACULDADE/INSTITUTO:
Instituto de Química – Unicamp
PARCEIRO:
Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais/CNPEM

Esta tecnologia foi desenvolvida em parceria com a FAPESP

STATUS DA PATENTE:

DEPOSITADO
CÓDIGO: 1500_GLUTAMINASE

MAIS INFORMAÇÕES:

parcerias@inova.unicamp.br

(19) 3521.2607 / 5013

COMPARTILHE:

TECNOLOGIAS RELACIONADAS: