Processo de obtenção de dendrímeros heterofuncionalizados com propriedades anti-inflamatórias

PRINCIPAIS BENEFÍCIOS E CARACTERÍSTICAS DA INVENÇÃO

beaker

Propriedades anti-inflamatórias

esferas-conectadas-por-linhas

Estrutura heterofuncionalizada

controls-2

Biocompatibilidade e versatilidade

Tecnologia obtém estrutura de dendrímeros para aplicação no tratamento de doenças associadas a processos inflamatórios

Pesquisadores da Unicamp sintetizaram uma estrutura de dendrímeros poliamida heterofuncionalizados em associação com ácidos biliares (Abs) e unidades liberadoras de óxido nítrico (NO). O invento pode ser aplicado na formulação de fármacos com propriedades anti-inflamatórias para ser usado no tratamento de doenças como câncer, transtornos autoimunes e depressão. 

O óxido nítrico é um gás endógeno que funciona como regulador fisiológico de funções como vasodilatação, inflamação e neurotransmissão, apresentando qualidades tumoricidas, antibacterianas, antiparasitárias e antivirais. Entretanto, se sua concentração for descontrolada, os efeitos no organismo podem ser bastante danosos. Os nanomateriais, por sua vez, têm se mostrado ferramentas viáveis como fármacos por sua capacidade de estabilizar e liberar o NO, sendo os dendrímeros uma das moléculas mais utilizadas nesse sentido. 

Adicionalmente, a invenção contém uma associação com ácidos biliares, moléculas endógenas e anfifílicas que modulam um espectro amplo de genes anti-inflamatórios e pró-inflamatórios. Por esse motivo, sua atividade biológica também se  torna mais versátil, atacando mais alvos de doenças do que os dendrímeros homofuncionalizados apenas com derivados de ácidos biliares ou com liberadores de NO.

Apesar de já existirem diversos tipos de compostos de dendrímeros, os poliamida apresentam vantagens sobre os demais devido a sua biocompatibilidade e versatilidade para funcionalizar com moléculas de interesse biológico. Além disso, essas moléculas apresentam uma estrutura definida que evita reações intramoleculares e fragmentações, diferentes dos dendrímeros PPI e PAMAM, que podem produzir estruturas defeituosas. 

A estrutura elaborada é composta por dendrímeros contendo 108 braços com moléculas de atividade biológica e massas molares bem maiores do que as apresentados no estado da técnica. Sua aplicação foi estudada para a atividade anti-inflamatória avaliada na inibição de interleucina-8, com resultados entre 70% e 85,6% de inibição, sendo que a viabilidade celular foi de ≥92% dos dendrímeros funcionalizados.

Esses dados sugerem que a estrutura de poliamida dendrimérica obtida permitiu a liberação de óxido nítrico de forma sustentada, segura e controlada, promovendo um sinergismo entre as unidades liberadoras de NO e os ácidos biliares. 

INVENTORES

Cátia Cristina Capêlo Ornelas Megiatto

• Graduação em Química pela Universidade da Madeira, Portugal (2003)
• Doutorado em Química pela Université de Bordeaux 1 / Université de Rennes 1, França (2007)
• Professora Doutora no Departamento de Química Orgânica do Instituto de Química da UNICAMP
Ana María Garzón Porras
Instituto de Química (Unicamp)

FACULDADE/INSTITUTO:

Instituto de Química (Unicamp)

DETALHES

TÍTULO: Dendrímeros com propriedades anti-inflamatórias
STATUS: DEPOSITADO
CÓDIGO: 1530_DENDRIMEROS

COMPARTILHE:

TECNOLOGIAS RELACIONADAS: