Pesquisadores da Unicamp desenvolvem método mais eficiente e econômico para a remoção de elementos contaminantes de meios fluidos

PRINCIPAIS BENEFÍCIOS E CARACTERÍSTICAS DA INVENÇÃO

soap-bubbles

O invento aumenta a eficiência de processos de remoção de elementos contaminantes de meios fluidos

snap

O procedimento é mais simples e mais econômico em relação a outros métodos para produção de recheios randômicos tubulares de hidrogéis

profits

Ele também é o mais escalável dentre os métodos para produzir hidrogéis tubulares

O processo de separação é comumente usado na indústria para a remoção de elementos contaminantes de meios fluidos, como por exemplo, para remover água do biodiesel ou do diesel. Nesses processos, os hidrogéis poliméricos têm sido estudados como material de recheio para a remoção dos contaminantes. O contato entre o fluido contaminado e esse material absorvente é comumente realizado através de leitos de recheios randômicos.

 

Nesse processo, recheios randômicos tubulares de hidrogéis são elementos com geometria definida e largamente utilizados na indústria. Mas a conformação de hidrogéis com geometria tubular tem apresentado vantagens em vários campos de aplicação, tanto no setor industrial quanto na área biomédica.

 

As técnicas existentes para gerar hidrogéis tubulares incluem impressão 3D por extrusão, estereolitografia, eletrofiação e moldagem. Esta última, no entanto, supera as limitações das técnicas anteriores, sendo a mais simples e escalável dentre esses métodos. Nesse sentido, pesquisadores da Unicamp desenvolveram um método e um aparato que permitem moldar hidrogéis tubulares para serem utilizados como recheios em colunas de leito fixo, de maneira simples e com alta produtividade. O processo pode ser concluído em poucos minutos e não requer a adição de reagentes que elevam o custo específico do hidrogel, como modificadores reológicos ou fotoiniciadores, por exemplo.

Problema Solucionado 

A nova técnica permite a produção de recheios randômicos tubulares de hidrogéis de forma mais simples e escalável do que outras técnicas atualmente em uso.

 

Aplicações 

A invenção pode ser aplicada em processos industriais que envolvem a remoção de contaminantes de meios fluidos.

INVENTORES

Leonardo Vasconcelos Fregolente

• Graduação em Engenharia Química pela Universidade Estadual de Maringá (2003)
• Mestrado em Engenharia Química pela Universidade Estadual de Campinas (2006)
• Doutorado em Engenharia Química pela Universidade Estadual de Campinas (2009)
• Diretor Associado da Faculdade de Engenharia Química (Unicamp)
Leticia Arthus
Faculdade de Engenharia Química (FEQ) – Unicamp
Maria Ingrid Rocha Barbosa Schiavon
Faculdade de Engenharia Química (FEQ) – Unicamp
Henrique Luiz Gonçalves
Faculdade de Engenharia Química (FEQ) – Unicamp
Maria Regina Wolf Maciel
Faculdade de Engenharia Química (FEQ) – Unicamp

FACULDADE/INSTITUTO:

Faculdade de Engenharia Química (FEQ)

DETALHES

TÍTULO: Método e aparato para produção de recheios randômicos tubulares de hidrogéis e usos dos mesmos
STATUS: DEPOSITADO
CÓDIGO: 1870_TUBULARES
Esta tecnologia foi desenvolvida em parceria com a FAPESP

COMPARTILHE:

TECNOLOGIAS RELACIONADAS: